Wendy Lima não foi preso e arma está documentada para uso doméstico, diz vereador

O deputado estadual pelo Acre, Wendy Lima, do PSL, não foi preso, como noticiado em setores da imprensa. O esclarecimento foi feito pelo pai do parlamentar, N. Lima, que é vereador pelo mesmo partido. Em abordagem de rotina, policiais rodoviários federais indagaram que o deputado estava armado. Ele disse que sim, mostrou a arma, um revólver, que está documentada e acautelada em seu nome. Wendy se prontificou a ir na delegacia, onde a arma foi apreendida, mas o parlamentar não foi detido ou algemado. A abordagem ocorreu em território rondoniense.

“Trata-se de uma arma devidamente documentada, que deveria estar em casa. Mas ele decidiu pôr no carro, considerando a longa viagem para uma região que está em constante conflito de violência. Nós sabemos que em Porto Velho está preso um dos maiores traficantes desse país, o Marcola, e a polícia recebe informações sobre possíveis tentativa de fuga desse criminoso. A intenção foi, realmente, proteger a integridade da família, uma vez que meu filho estava viajando com sua filha, um tio, com o objetivo de visitar uma sobrinha naquela cidade”, esclareceu o vereador.

Wendy Lima está em casa. Ele responderá em liberdade por porte indevido de arma de fogo.