Veja em 10 pontos as regras para o saque-aniversário do FGTS

MG - FGTS/SAQUES/BH - ECONOMIA - Movimento intenso em agência da Caixa Econômica Federal na Rua Tupinambás, no centro de Belo Horizonte (MG), na manhã desta sexta-feira, 10. Os saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começaram hoje para cerca de 4,8 milhões de trabalhadores. Nesse primeiro lote, a retirada do benefício estará disponível até 10 de abril apenas para os nascidos entre janeiro e fevereiro. 10/03/2017 - Foto: FLÁVIO TAVARES/HOJE EM DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

A Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou nesta terça-feira (01/10/2019) as regras para que o trabalhador opte pelo saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Segundo o banco estatal, mais de 96 milhões de trabalhadores podem optar pelo sistema.

A partir desta terça-feira, o trabalhador poderá comunicar à Caixa a adesão à modalidade saque-aniversário, caso queira.

Para os nascidos em janeiro e fevereiro, por exemplo, o saque poderá ser feito entre abril e junho do ano que vem (veja o calendário abaixo). Mais de 24 milhões de clientes da Caixa já sacaram dinheiro FGTS

Veja 10 pontos sobre a nova modalidade de saque:

1 – O saque-imediato não está ligado ao saque-aniversário. Quem optar pela nova forma deverá informar a Caixa.

2- A partir de 2021, a liberação ocorrerá no mês de aniversário do trabalhador.

3 – Ao optar pelo saque-aniversário, o beneficiário deverá escolher a data em que deseja que o valor seja disponibilizado: 1º ou 10º dia do mês do aniversário.

4 – Quem escolher receber o valor no 10º, terá acrescido no saque juros e correção monetária do mês.

5 – O saque-aniversário não é obrigatório.

6 – A opção pela modalidade deve ser registrada nos sistemas da caixa até dezembro de 2019, pelo aplicativo do FGTS ou pelo site fgts.caixa.gov.br.

7 – Quem tem conta-poupança ou conta-corrente em qualquer banco pode solicitar o crédito em conta.

8 – No próximo ano, o trabalhador terá que esperar dois anos para mudar de sistema de pagamento. Nesse prazo, o cliente terá o direito ao saque da última modalidade escolhida.

9 – As alíquotas de crédito variam de 5% a 50% do valor total de cada trabalhador.

10 – Em casos de demissão sem justa causa, o trabalhador saca a multa de 40%, não podendo retirar o valor total da conta do FGTS.

Veja o calendário do saque-aniversário para 2020:

Janeiro e fevereiro – abril a junho
Março e abril – maio a julho
Maio e junho – junho a agosto
Julho – julho a setembro
Agosto – agosto a outubro
Setembro – setembro a novembro
Outubro – outubro a dezembro
Novembro – novembro a janeiro de 2021
Dezembro – Dezembro a fevereiro 2021

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui