Peritos coletam digitais que podem ser do criminoso que roubou farmácia do Hospital da Criança

Em busca de indícios que possam levar aos autores do furto de duas doses de um medicamento avaliado em mais de meio milhão de reais, peritos do Instituto de Criminalista da Polícia Civil realizaram nesta quarta-feira, 10, uma perícia na farmácia do Hospital da Criança
O medicamento Spinraza destinado às duas únicas crianças com atrofia muscular espinhal foi levado da farmácia do Hospital da Criança no início desta semana. O governador Gladson Cameli determinou a investigação e a punição aos culpados.

Era a quarta e última dose de Maria Eduardo de 10 anos e Otávio Yankk, quem têm a doença rara. O trabalho da perícia durou cerca de uma hora. O perito criminal Thiago Martins disse que foi possível coletar impressões digitais no local. Mais detalhes irão para um relatório. O delegado Alcino Ferreira Junior e o responsável pelo inquérito, que deve ser finalizado em.30 dias.

loading...