Obra mal feita do Deracre é engolida pela erosão e Rodrigues Alves ficará isolado, alertam moradores. Fotos

A pavimentação em asfalto da estrada estadual que dá acesso ao município de Rodrigues Alves é tragada a cada dia pelo desbarrancamento do Rio Juruá. O trecho por onde passam os veículos apresenta rachaduras enormes. Há pontos em que os condutores se arriscam para vencer dois metros de largura da pista. Apenas uma sinalização foi colocada pelo governo. Uma contenção em aço já foi parcialmente devorada. Durante a noite, apenas a iluminação da lua ajuda os motoristas que fazem o trejeto saindo de Cruzeiro do Sul e algumas vilas próximas. “O rio está ganhando volume de água. Nenhum reparo foi feito no verão. Então……isso aqui vai apartar. Não tem jeito”, diz o comerciante João Santos dos Santos.

A dona-de-casa Elvira Gonçalves Medeiros afirma que perdeu a confiança nos governantes. “A gente tem fama de ser isolado do mundo. Agora que vamos ser mesmo”.

A Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Rodrigues Alves disse ter solicitado intervenções do Deracre, mas uma obra de reparação não chegou na região. Engenheiros do Juruá dizem que não há saída. A estrada vai apartar e o acesso ao município só será possível se o Governo do Acre providenciar um desvio. As crateras chegam a medir 15 metros de profundidade.