Novo decreto reanima economia local; veja os segmentos que podem abrir e os que continuam fechados no Acre

Com a chegada do novo coronavírus no estado, fez-se necessária a implantação de medidas emergenciais e até inéditas na história do Acre, a fim de evitar a propagação da doença que, por onde passa, tem trazido abalos na saúde e desestabilidade econômica.

Na saúde, o governo do Acre já está preparando um local para a implantação de mais 10 leitos de UTI para uso em casos mais graves de coronavírus. Na economia, mesmo com o decreto de suspensão das atividade em empresas comerciais, o governador Gladson Cameli juntamente com órgãos e associações comerciais, tem procurado formas de manter a economia ativa.

Nesta quarta-feira, 25, o decreto de suspensão das atividades comerciais foi alterado (confira o novo decreto: 5.603 ) permitindo que alguns estabelecimentos continuem funcionando, mas obedecendo a critérios.

Veja quais são:

– Serviços médicos: estabelecimentos médicos, hospitalares, farmacêuticos, veterinários, psicológicos e odontológicos, os laboratórios de análises clínicas e as clínicas de fisioterapia

– Indústria em geral, com atendimento ao público apenas mediante agendamento

– Empresas que participem, em qualquer fase, da cadeia produtiva, da distribuição de produtos e da prestação de serviços de primeira necessidade para a população: alimentos, medicamentos, produtos de limpeza e higiene, água, gás, combustíveis, entre outros

– Supermercados, mercadinhos e congêneres

– Transporte fluvial em balsas

– Restaurantes localizados em rodovias

– Oficinas localizadas em rodovias

– Agropecuárias

– Lavanderias

– Borracharias

– Call center

– Chaveiros

– Igrejas (apenas atendimento individual)

– Bancos e lotéricas

– Construção civil

– Hotéis, para os clientes já hospedados ou para novos, desde que no interesse da administração pública

– Motéis

– Funerária

– Telecomunicações e manutenção de redes elétricas e de telefonia e internet

Empresas dos seguintes ramos, com prévio agendamento do cliente e redução do número de funcionários no local:

– Óticas

– Concessionárias de veículos

– Oficinas mecânicas urbanas

– Pet shops

– Empresas não mencionadas desde que utilizem exclusivamente os serviços de delivery ou atendimento remoto

Todos os estabelecimentos devem evitar aglomerações e controlar o acesso aos seus interiores

O que mantém fechado:

– Shopping centerNovo decreto
– Academias
– Cinemas, museus, teatros e shows
– Clubes recreativos e sociais
– Bares
– Boates e casas noturnas
– Conveniências
– Clínicas de estética
– Feiras (inclusive as livres)
– Camelôs e ambulantes
– Lojas de vestuários, calçados e materiais esportivos
– Lojas de eletrônicos e eletrodomésticos
– Salões de beleza, barbearias e congêneres
– Creches na rede pública e privada
– Aulas na rede pública e privada
– Faculdades
– Manutenção e limpeza de eletrônicos e eletrodomésticos

Por Lilian Camargo

Da Secom