Mulher põe carro de som na praça e Ilderley Cordeiro paga caro o preço do calote: veja o vídeo

Há cinco meses, um casal não recebe pelo aluguel de um caminhão para a Prefeitura de Cruzeiro do Sul. Foram muitas as tentativas de falar com o prefeito Ilderley Cordeiro. Todas em vão. A esposa, cansada de tanto “chá de cadeira” e desculpas esfarrapadas, decidiu levar um carro de som para praça pública. Foi nesta quinta-feira, quando o prefeito pensava ser aplaudido ao empossar 150 novos professores da rede municipal de ensino.

A mulher pediu licença aos que não estavam entendendo nada. Citou o prefeito, a quem pediu alguns minutos para conversar, e foi interrompida por um assessor de Ilderley, por nome Romário. O comissionado do prefeito acabou sendo entrevistado ali mesmo. “Ele vai receber a senhora”, disse o assessor. A mulher não se convenceu e, sem soltar o microfone, deu o ultimato: “só vou parar quando o secretário de Comunicação descer até aqui e me garantir que o prefeito vai me receber”.

O secretário em questão, Paulo de Sá, foi preso na operação da Polícia Federal, há duas semanas, que investiga corrupção na relação do município com uma ONG. A irmã de Iderley também foi presa. Ambos estão soltos por força de Habeas Corpus.

A reportagem não conseguiu conferir o desfecho do episódio que constrangeu o prefeito e fez a população parar para aplaudir a mulher-coragem. Mas o chefe do executivo teria dado garantias de que ela e seu marido, finalmente, receberão o que lhes é devido de direito.

Era falta de dinheiro? Não, definitivamente, não.