Mulher de Flaviano Melo tem nomeação no estado e cargo no Governo Bolsonaro

Luciana Videl de Moura, esposa do deputado federal e presidente do MDB, Flaviano Melo, responde como superintendente da Secretaria de Patrimônio da União (SPU). No entanto, está nomeada diretora executiva do Instituto de Terras do Acre (Iteracre). Causa curiosidade o fato de Luciana, em tese, ocupar indevidamente as dois cargos, uma vez que não constam registros de sua exoneração no estado. E mais: no dia 22 de fevereiro deste ano, Luciana cumpriu agenda como superintendente do SPU ao receber o secretário de Saúde, Alisson |Bestene, em seu gabinete. O encontro ocorreu 36 dias após ela ser nomeada, em 29 de janeiro de 2019, segundo mostra a ilustração abaixo.

Luciana estava diretora do Iteracre e chefe de uma autarquia federal ao mesmo tempo?
Luciana despachou pela autarquia federal sendo, oficialmente, diretora de uma instituição estadual?
Ou Luciana foi apenas nomeada no estado e, por algum motivo, desistiu de assumir o Iteracre?
A reportagem foi informada por servidores que Luciana já não trabalha mais no Instituto de Terras. E não localizamos o diretor-presidente do iteracre para falar a respeito.
O outro lado

Ismael Machado, presidente do Iteracre, diz que Luciana imagina que seria exonerada do SPU, e aceitou trabalhar para o Governo do Acre. “Apenas dois ou três cargos desse nível foram mantidos pelo governo Bolsonaro. A Luciana não foi demitida, mas ele se dirigiu à Casa Civil e comunicou que faria a opção pela SPU. Eu também estou aguardando a exoneração sair. Tudo foi feito dentro da legalidade”, disse Ismael Machado.