Meire Serafim chora e pede desculpas a Gerlen Diniz pelo vexame do marido, prefeito de Sena

A deputada estadual Meire Serafim (MDB) chorou e se emocionou bastante ao pediu desculpas à sociedade senamadureirense e aos acreanos pelo vexame do marido, o prefeito Mazinho Serafim. O gestor da cidade foi manchete negativa em todas as emissoras de TV do país – e na imprensa local – após discutir com policiais militares em via pública, na madrugada de domingo, e impedir o curso natural da Operação Alcool Zero e tentar resgatar um amigo da blitz.

Vídeos mostram Mazinho embriagado em flagrante desacato às autoridades. O governo abriu sindicância para apurar possível omissão dos militares, que deveriam ter conduzido o prefeito à delegacia.

Na sessão desta quarta feira, Meire, que acompanhava o marido naquela blitz, se dirigiu ao deputado Gerlen Diniz. A ele, pediu desculpas também. O prefeito chamou Diniz, seu arquirrival, de “vagabundo”, de acordo com os áudios e vídeos do barraco, apontando-o como responsável pela presença da blitz no município durante a Exposena.

A sessão estava no final. A parlamentar pediu a palavra e assumiu uma postura coerente, sendo cumprimentada pelo gesto que, certamente, o marido não tem capacidade de fazê-lo.

“Não concordo com o que ele fez, mas não devemos criminalizar meu marido, afinal ele tem feito muito pela nossa cidade”, disse Meire aos prantos.

“Ao deputado Gerlen, minhas desculpas”, afirmou. Diniz desculpou o colega e disse não ter guardado mágoas.