Internautas pedem ponto eletrônico e roleta para médicos nos hospitais do Acre

Em alguns estados, o ponto eletrônico para servidores da saúde, nos hospitais, postos e centros de saúde, foi implementado por determinação da Justiça Federal e recomendação do Ministério Público Federal. No Acre, a iniciativa, já admitida pelo Governo Estdual, tem pressão a favor dos internautas. Com um detalhe extra: o controle de presença não deve ser restrito aos funcionários administrativos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, e precisa alcançar os médicos, especialmente os plantonistas e os diretores de cada unidade. 

Esses médicos devem chagar ao hospital, passar por uma roleta, para serem vistos pelos pacientes e funcionários, bater o ponto e ficar na unidade até o fim do seu expediente. Se 

O controle biométrico de frequência para profissionais de saúde vinculados ao SUS na cidade de Rio Branco é uma medida anunciada há alguns meses pelo governador Gladson Cameli. O próprio chefe do executivo entende que até mesmo as UPAs devem ser submetida a esta experiência. A principal reclamação dos usuários é quanto á falta de médicos em horários variados, sugerindo, em alguns casos, que os profissionais abandonaram a escala, não foram substituídos e deixaram pacientes ao Deus dará.

A Secretaria de Saúde deve publicar aviso de licitação nos próximos dias, para a contratação de empresa especializada na instalação dos equipamentos.