Hildebrando chega à prisão “extremamente debilitado”, amparado por agepens, e deve ser internado ainda hoje

O ex-deputado e ex-coronel Hildebrando Pascoal somente conseguiu chegar a uma das celas do Presídio Antônio Amaro com a ajuda de agentes penitenciários. Pascoal não tinha condições de se manter em pé e permaneceu amparado pelos agentes desde a ambulância que o levou ao presídio até o espaço de 4×4 onde está sozinho.

“Ele estava extremamente debilitado”, informou o presidente do Iapen, Luca Bolzone. O agepen disse que Hildebrando será submetido a uma avaliação médica nesta sexta-feira. E provavelmente seja necessário interná-lo mais uma vez. “Temos uma estrutura médica aqui dentro para atendê-lo quando for preciso”, disse Luca. 

Pascoal pode ser internado no novo Pronto Socorro ainda nesta sexta-feira.

Hildebrando foi levado para a mesma cela onde cumpria pena antes de alcançar a mudança de regime. Ele estava sendo monitorado eletronicamente há cerca de um ano e jamais transgrediu as regras. A ordem judicial que mandou o ex-militar para o presídio revoltou a sociedade acreana, em especial nas redes sociais. 

O ex-coronel é hipertenso, tem diabetes, problemas coronários, de circulação, enfrenta hérnias de disco e outras doenças.