Gladson nomeia “Caga na Mala”, ex-vereador e ex-policial que perdeu os cargos por corrupção em Tarauacá

O Ex-vereador Edmar Rodrigues de Lima, de Tarauacá, que teve os direitos políticos cassados e perdeu o cargo por determinação judicial, foi nomeado pelo governador Gladson Cameli para referência CEC 5, funções que lhe darão direito a um salário mensal de R$ 6 mil. A nomeação está no Diário oficial do Acre desta segunda-feira. Irá trabalhar no Instituto de Educação Profissional e Tecnológica (Ieptec), sob o comando do presidente, Francineudo Costa. 

Mais conhecido como “Caga na Mala”, o ex-parlamentar voltou ao cenário político em 2016 após cumprir suspensão dos direitos, e chegou a anunciar candidatura a prefeito daquela cidade pelo PR.

 
Foi condenado à época numa ação de improbidade administrativa impetrada em 2003 pela promotoria de Justiça de Tarauacá, por meio do promotor Abelardo Townes Castro Junior, informou o Blog do Accyoli.
 
O promotor constatou ilegalidades na aplicação dos recursos na Secretaria Municipal de Saúde relacionada com a aquisição de medicamentos. As compras eram feitas de forma fragmentada, com preços superfaturados e sem licitação, para beneficiar o vereador que mantinha relação comercial com a prefeitura, diz a publicação.
 
Em novembro de 2010, a juíza Ivete Tabalipa julgou procedente o pedido do MP e condenou Edmar a perda do mandato, do emprego de policial civil, suspensão dos direitos políticos e proibição de contratar com o poder público por 5 anos, além de multa superior a duas vezes o valor do dano causado aos cofres públicos. Na época Edmar Rodrigues Lima era policial civil, vereador e presidente da Câmara de Vereadores de Tarauacá.
 
Na época eu era comerciante e não tinha a obrigação de entender de licitação. Quando o prefeito da cidade (à época Jasone Silva, do PT – 2001 a 2004), me procurou eu vendi em torno de uns R$ 33 mil em remédios”, admitiu o ex-vereador.

 

Imaginemos o quanto o ex-vereador entende de educação profissional e tecnológica……