Fuga de presos aponta ao menos 4 falhas grotescas na segurança do maior presídio do Acre

Até a direção do Instituto de administração penitenciária (IAPEN) está desconfiando das circunstâncias em que quatro detentos fugiram do Presídio Francisco de Oliveira Conde, no início desta semana, em Rio Branco, capital do Acre.

A fuga deixa claro quatro falhas de segurança na maior unidade prisional do Estado do Acre, onde recentemente o governo fez investimentos milionários para evitar esse tipo de ocorrência.

1 – Ninguém, da recém criada Polícia Penal (antigo IAPEN), viu os detentos serrando as barras de ferro maciço das grades da cela para fugir na madrugada da última segunda- feira;

2- Os sensores de movimento dos corredores do recém construído pavilhão “P” não funcionaram para dá o sinal de alerta de fuga. Ou, se funcionaram, foram ignorados pelos sentinelas de plantão;

3- Como é que quatro detentos caminham pelo patio externo e chega até as muralhas sem serem vistos pelo sistema de monitoramento eletrônico?

4- Onde estava o plantonista da guarita da muralha na hora da fuga que não viu os fugitivos escalarem o muro de mais de três metros de altura, usando cordas feitas de lençol?

Em entrevista à imprensa local o diretor presidente do IAPEN, Lucas Gomes, declarou que já determinou a instauração de uma sindicância para apurar o caso.

“Nos estamos com a policia à procura dos foragidos e já adotamos todos os procedimentos legais para esclarecimento do caso para que não fiquem suspeitas sobre o ocorrido”, disse.

A segurança interna dos presídios é de responsabilidade da Polícia Penal/IAPEN.

Já a guarnição externa, que corresponde à vigilância da muralha permanecerá com a Polícia Militar até o dia 20 deste mês.

Apartir desta data, todos os serviços referentes às unidades prisionais serão, exclusivamente, de responsabilidade da Polícia Penal.

Até o final da manhã desta terça-feira (14) os quatro detentos, apontados como membros do comando vermelho, permaneciam foragidos.

Veja nomes e imagens dos procurados:

Samuel da Silva Souza
Thiago Ferreira de Araújo

Jeferson Jesus e Castro

Gabriel Monteiro mapeano