Exclusivo: promotor de justiça, que é filho de desembargadora do Acre, usa arma acautelada em nome de coronel da PM, coordenador do Ciosp

O que seria uma ocorrência policial de rotina está movimentando os bastidores da Segurança Pública, por um grau de estranheza incomum, mais precisamente os corredores da Polícia Militar. Um revólver calibre 38 da marca Rossi, modelo 272, foi encontrado dentro de um veículo pertencente ao promotor Venícius Menandro, filho da desembargadora Eva Evangelista. O mais curioso é que a arma está acautelada em nome do tenente coronel Estene Barbosa Teixeira, coordenação do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública – CIOSP. Uma guarnição militar identificou o caso ao atender ao chamado de furto de veículo. O promotor contou que seu carro, um Wolkswagem Polo, havia sido arrombado e dois desconhecidos teriam levado seus pertences. 

A história esta minuciosamente contada no Boletim de Ocorrência que o acjornal publica abaixo com exclusividade. Nossos repórteres também tiveram acesso ao Certificado de registro de Arma de fogo, em que o oficial da PMAC aparece como único portador da arma.  

Dois oficiais consultados pela reportagem esclarecem que, em casos como esse, é necessário abrir inquérito, afastar o tenente coronel e chamar o promotor para se explicar. “Nós acreditamos que possa haver um início de investigação, sim. É uma estória muito estranha que abre vários questionamentos sobre as condutas dos oficiais dentro da caserna”, declarou um militar que pediu anonimato. 

Tentamos contato com o promotor, por meio da assessoria de imprensa do Ministério Público, sem respostas. Em instantes, a versão do governo a respeito.