Em nota, governo não relata mortes atribuídas às facções e reafirma que deu “resposta imediata” aos atentados

Governador se manifesta em sua rede social

Leia abaixo a nota emitida na tarde deste domingo:

O Governo do Estado do Acre, por meio do Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP), vem a público informar sobre os episódios ocorridos na noite de sábado, 5:

As ações de resposta das Forças de Segurança foram imediatas e resultaram nas prisões de 26 criminosos até o momento, sendo 14 em Rio Branco, três em Feijó e nove em Brasileia;

Ocorreram quatro atentados a ônibus, sendo três em Rio Branco e um em Feijó;

Em Tarauacá, um dano parcial em um quiosque, foi incendiado e foi registrado, também, um atentado contra a garagem da Prefeitura de Sena Madureira, sem sucesso;

Os autores dos atos criminosos, que ainda não foram presos, já foram identificados e as buscas continuam com forte aparato policial montado para este fim;

A RBTrans informa que o serviço de transporte coletivo da capital, que havia sido suspenso, retornará às 16:30 deste domingo;

Destacamos que essas atos criminosos são reações às firmes medidas adotadas contra grupos criminosos. O governador Tião Viana determinou que as duras ações de enfrentamento continuem sendo realizadas.

22 líderes criminosos foram colocados no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) e todo tipo de comunicação foi interrompido com o sucesso dos bloqueadores de celulares nos presídios da capital.

Todo o Sistema de Segurança está empenhado nas ações de combate, juntamente com o apoio do Exército, na faixa de fronteira, e na capital com a Prefeitura de Rio Branco, por meio da RBTrans e do Gabinete Militar.

O SISP junto à Secretaria de Comunicação emitirá, periodicamente, boletins informando sobre as ações de segurança pública, para que a população tenha acesso às informações das e medidas adotadas e eventuais novas ocorrências, por meio da imprensa nos veículos de comunicação e redes sociais.