Dependentes do comércio brasileiro, bolivianos pedem água, gás e comida

Habitantes da Vila Puerto Evo Morales, faixa fronteiriça da Bolívia com o Brasil, na região de Plácido de Castro, se dizem totalmente dependente do comércio brasileiro. E da solidariedade também.

Com o fechamento da fronteira por causa da disseminação do corona vírus os moradores alegam que estão sem comida, sem gás, e sem água para beber.

Eles fazem um apelo às autoridades dos dois países e se apresentam como líderes comunitários falando em nome de todos os moradores da pequena vila de comerciantes

loading...