CZS: 7 vereadores antecipam voto contra empréstimo de R$ 15,5 milhões. Ilderley dá FPM e ICMs como garantia

????????????????????????????????????

Os cinco vereadores do MDB, um do PDT e um do PSL fecharam questão para rejeitar a mensagem do prefeito Ilderley Cordeiro que pede autorização para um empréstimo de R$ 15,5 milhões junto à Caixa Econômica Federal. A proposta vai a votação na sessão da Câmara Municipal prevista para esta segundas-feira. Ilderley Cordeiro dá como garantias as parcelas do Fundo de Participação do Município (FPM) e os repasses do ICMS feitos pelo Estado ao município.

O artigo quinto da mensagem oficial ( veja abaixo) dá poderes ao prefeito para fazer novos empréstimos para quitar parcelas desse financiamento da CEF. Até o final de seu mandato, Ilderley não será obrigado a pagar nenhum parcela. Ou seja, há previsão de 24 meses de carência. E toda a dívida, num total de 90 meses, ficará para os futuros prefeitos. As propostas do prefeito cruzeirense foram consideradas indecentes. Além disso, não há planilhas de custos, o que deixou os parlamentares ainda mais desconfiados. 

O prefeito decidiu fazer reuniões individuais após fracassar num apelo que fez a um grupo de vereadores. No MDB, apesar da convicção da rejeição da propostas, ainda paira uma insegurança: algum deles mudará de idéia?

: será que o prefeito Na noite desta quinta-feira, os cinco parlamentares do MDB reuniram para oficializar o “não” ao projeto. São eles> Romário Tavares, Antônio Cosmo, Mazinho Farias, Vareador Senhor (Amauri) e Carlos Alves. O vereador Leandro Cândido, que ainda está no P`SL, anunciou sua filiação ao MDB nos próximos dias e também não vota com o prefeito. O vereador Ronaldo Onofre, do PDT, disse que não votará com Ilderley Cordeiro. “Só aqui nós temos sete parlamentares rejeitando o projeto, votos suficientes para a rejeição”, declarou Romário Tavares (MDB).