Canalhas do PT manipulam arte com sentido sexual chulo e marqueteiro de Tião Viana acaba ridicularizado: “desespero”

O comentário do marqueteiro milionário e oportunista do PT. Nao colou

O convite para a convenção do PP, em que o senador Gladson Cameli sera oficializado candidato a governador do Acre, foi manipulado para dar conotação sexual chula. O banner original produzidos pelo Marketing do senador trás um coração verde e amarelo, com uma estrela vermelha na parte superior esquerda, e os dizeres “Ė dia 4. Eu vou”.

Montagens atribuídas a grupos de petistas muito bem remunerados para ofender a honra dos adversários acrescentam a preposição “de”, formando a frase “Eu vou de 4”. A maldade sem limites sequer atentou para a manipulação grosseria da arte, talvez na pressa de disparar nas redes sociais uma piada de extremo mau gosto.

O azul da propaganda original destoa da montagem. Os criminosos colaram um boneco com o indicador apontado para o coração verde e amarelo (detalhe criado pela mente insana de uma turma possivelmente ligada a Secretaria de Comunicação). Ate mesmo o numeral 4 tem uma fonte exclusiva, que os falsificadores não conseguiram identificar mas preferiam adotar um modelo parecido. E ainda sublinharam o conteúdo enfatizado para, propositadamente, associar a imagem de figuras publicas adversarias a situações vexatórias.

A arte original que foi grosseiramente modificada

O marqueteiro oficial do governador, David Sento Se, saiu do casulo para comentar a montagem, passando a falsa impressão de que de nada sabia. Ele cita Deus, fez um texto com ar dissimulado, eivado de erros gramaticais, em que alerta diretores de arte a terem mais cuidado e respeito com seus clientes. E marca seguidores jornalistas, dentre eles o blogueiro Altino Machado, que, em seu perfil, embarcou na onda do desdem, tratou a montagem como “sugestão humilhante dos marqueteiros da oposição” e não se deu ao trabalho de checar a informação.

Internautas não perdoaram a tentativa de o marqueteiro melhorar sua imagem. Muitos disseram que vão levar mais quatro para a convenção do PP. Outros disseram que não engolem a tentativa de desclassificar o trabalho do senador.

Comumente, a tropa aliada ao governador Tião Viana. na maioria absoluta comissionados, faz ilações direcionadas a rivais políticos, se valendo de perfis fakes ou não. Na maioria das situações, baixam o nível ao tratar os rivais como “veados, sapatões, traficantes, noiados e outros dizeres impublicáveis.

Atualizaçao

A reportagem foi procurada pelo jornalista Altino Machado,  que questionou a forma como seu nome foi citado na reportagem acima. Na verdade, ao tratar o assunto, Machado declarou:

– Muito humilhante a sugestão dos marqueteiros do pré-candidato ao governo do Acre Gladson Cameli (PP): querem que o eleitorado vá de quatro para a convenção do partido.

A nota do blogueiro tem amparo em concordância de um filiado ao Progressista, para quem houve erro de concepção na arte.

Nota do redator

O acjornal mantem suas convicções, exceto quanto a critica ao jornalista. E não concorda que tenha havido erro na produção da arte, tampouco margem a interpretações que não sejam a de informar que, “no dia 4, eu vou de azul e branco”.  Como apurado, houve, sim, manipulação estranha, por gente maldosa, ao arquivo matriz do banner confeccionado pelo Marketing da oposição. A interpretação de quaisquer filiados estranhos ao setor competente terá sido mera opinião em rede social.