Birrento: Roberto Duarte não aceita transferência de recursos da Aleac para a Salvar vidas

O deputado Roberto Duarte (MDB) protestou contra a transferência de uma suplementação de R$ 700 mil retirados do orçamento da Assembleia Legislativas do Acre (Aleac), para a Secretaria Estadual de Saúde.  A decisão do governador Gladson Cameli é amparada pela necessidade de reforçar investimentos no setor mais preocupante da gestão pública, o que salva vidas. Apesar da importância social da medida, o deputado, que já dormiu uma noite no Huerb e vive criticando a gestão da Sesacre, disse que pode haver uma crise institucional caso a independência entre os poderes seja ameaçada.

Ele teme haver possíveis cortes no Ministério Público e no Tribunal de Justiça.
Sem citar as necessidades dos recursos para fazer funcionar os serviços essenciais, bem como ser discricionário o ato de suplementação do governador, Duarte exige uma “retratação” e, espertamente, fez o protesto em nome de todo o Poder. “Todos sabem que o governador cortou algumas mordomias apenas dos deputados”, declarou um observador político, para quem o deputado está querendo apenas “jogar para a platéia”.

O deputado também criticou o governador Gladson Cameli que teria afirmado que alguns deputados acendem uma vela para Deus e outra para o Diabo. “Infelizmente, não vejo o governador citar nomes, o que implica dizer que a tal afirmação atinge todos nós deputados”, disse Roberto Duarte que, juntamente a colega Meire Serafim, integra o bloco dos “independentes”.