Ameaçado, deputado Calegário pedirá proteção ao estado e a Sérgio Moro

Após a primeira denúncia, feita pelo deputado na Assembléia Legislativa, teve início a uma série de ameaças. Calegário vem sendo alertado para “o tamanho do problema que ele está causando”. O deputado entregou nomes de empresários vítimas de extorsão e de agentes públicos que cobram propinas, em depoimento na sede da Polícia |Federal, na tarde desta quinta-feira.

A reportagem apurou que estas ameaças são, na maioria dos casos, abertas, por assessores de políticos, ou por seguidores desses, em grupos de Whatsapp ou pessoalmente. Sobre esta questão, Calegário fala pouco. Mas ele admite que pedirá proteção do estado na sessão da próxima terça-feira, em pronunciamento formal.

O parlamentar confirmou já ter pedido audiência com o ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública). A proteção federal, para ele e sua família, passa a ser prioridade.

“Acredito que fiz a minha parte como fiscal da lei. Eu não poderia cruzar os braços. Sou empresário também e me coloquei no lugar daqueles empreendedores que trabalharam, querem receber e se sentem incomodados por pessoas corruptas entranhadas no governo. Repito: eu não sou da base aliada, mas parabenizo o gesto do senhor governador, que defende abertamente a investigação e a punição aos culpados”, declarou.