Alto Acre é a 2ª região a receber esforço estratégico para zerar fila das cirurgias

O Vale do Alto Acre, na fronteira com a Bolívia e o Peru, será a segunda região a ser beneficiada pelo Governo do Estado do Acre no seu esforço de zerar a fila das cirurgias eletivas no estado. A primeira foi Senador Guiomard (a 25 quilômetros de Rio Branco), quando desde o último dia 8 de janeiro, o Hospital Geral Dr. Ary Rodrigues passou a receber pacientes moradores de Capixaba, Plácido de Castro, Acrelândia, Vila Campinas e de Senador Guiomard.

As eletivas são aquelas cirurgias em que o paciente realiza diversos exames, antes de ser submetido ao operatório, apresentando condições físicas seguras para ser submetido ao procedimento.

O objetivo é desafogar a fila das cirurgias médicas da Fundação Hospitalar do Estado do Acre (Fundhacre) e do Novo Pronto-Socorro de Rio Branco.

Nesta quinta-feira, 23, uma equipe liderada pela médica Paula Mariano, secretária-adjunta de Estado de Saúde do Acre, esteve no Hospital Regional do Alto Acre Raimundo Chaar, de Brasileia (a 240 quilômetros de Rio Branco) para alinhar alguns pontos necessários para os primeiros procedimentos na região, que terão início já na segunda quinzena de fevereiro.

Estivemos acertando os detalhes necessários para que o hospital receba os especialistas e para que possamos beneficiar com cirurgias todas as pessoas que esperam na fila, residente nos municípios do Alto Acre”, destaca Paula Mariano.

Além de Brasileia, compõem o Vale do Alto Acre os municípios de Assis Brasil, na fronteira com o Peru, Epitaciolândia – que a exemplo de Brasileia, limita-se com a Bolívia – e ainda o município de Xapuri.

Conforme Janildo Moraes Bezerra, diretor-geral do Hospital Regional Raimundo Chaar, cerca de 150 pessoas estão hoje na lista do pré-agendamento para serem cirurgiadas na região.

Esse número deve aumentar à medida que os profissionais vão dando vazão à demanda. “Nosso hospital hoje oferece 95 leitos de urgência e emergência e atendemos em média 170 pessoas por dia, no serviço ambulatorial. De modo que nossa equipe médica, de enfermagem e técnicos se sente preparada para auxiliar a equipe de especialista que virá de Rio Branco”, frisa Bezerra.

No Hospital Dr. Ary Rodrigues, de Senador Guiomard, mais de 400 pessoas da fila da cirurgia, moradores das cinco cidades já mencionadas, e que compõem a região, passaram pelo bisturi da equipe médica da Secretaria de Estado de Saúde do Acre, desde o dia 8.