O vereador Roberto Duarte Júnior propôs alterar a Lei Orgânica do Município para que a Câmara seja obrigada a se manifestar sobre qualquer reajuste na passagem de ônibus. O vereador sustenta que “é papel primordial dos parlamentares, e assunto que não pode ser exclusivo do Conselho Tarifário, como ocorre hoje”. Seis assinaturas obrigatórias para a apresentação da proposta já estão confirmadas.

É um contraditório, diz o vereador, os detentores de mandato eletivo, legitimamente eleitos pelos munícipes da capital, não terem a oportunidade de opinar e se manifestar a respeito de um assunto que atinge 100% da população da capital”

“A alteração que está em vigor hoje exclui a câmara do debate, e isso ocorreu quando a maioria dos vereadores da oposição estava fora do estado, fazendo cursos de capacitação, representando o parlamento, em Brasília. Essa matéria chegou na Casa e foi aprovada em regime de urgência, com votos dos aliados do prefeito. Foi anti-democrático e levantou a suspeita de uma manobra que precisa ser esclarecida”, disse o vereador.