“Adoro o Bestene. Gosto do Duarte e da Socorro”, diz Marfiza Galvão, que já fez sua escolha pessoal mas aguarda decisão do partido

A ex-deputada federal Marfisa Galvão está com o “coração partido”, como ela mesma fez questão de se auto definir num papo rápido com o jornalista Assem Neto, na manhã deste domingo. O desgaste emocional é tamanho que a esposa do senador Sérgio Petecão decidiu se afastar “um pouco” das discussões em torno de seu apoio às candidaturas dos deputados José Bestene (PP), Roberto Duarte (MDB) e da própria prefeita Socorro Neri. “Adoro o Bestene. É um amigo que admiro de longas datas, como pessoa e político. Tenho apreço pelo Roberto Duarte e a Socorro Neri é essa pessoa que todos sabem, que faz a política para o bem e exemplo de empoderamento da mulher”. Mas…..é difícil. É um sofrimento”, suspira Marfiza, a vice-prefeita que todos querem.

Extremamente incomodada diante de uma decisão que, inevitavelmente, será tomada, a ex-deputada espera nutrir a amizade de todos os candidatos por muito tempo, mas, admite, já saberia quem escolher se fosse chamada hoje pelo partido para opinar. “Não posso falar nesse momento. Mas tenha certeza que a minha opinião não é soberana. O meu partido dirá os meus passos”. revelou.

Na entrevista, houve tempo para uma crítica construtiva da ex-deputada ao governador Gladson Cameli e ao próprio marido senador. “Eles demoram muito a decidir seus candidatos e seus apoios. Esse momento de ouvir e avaliar podias ter sido abreviado. O registro das candidaturas está próximo”, disse.

Para Galvão, o Poder Executivo tem instrumentos legais mais eficientes e rápidos para atender a população. Ela descartou que venha a disputar cargos no Legislativo.