É fake o salve que ameaça jornalistas do Acre. “Grupo político” é denunciado à polícia e no MPE

Os jornalistas Ithamar Souza e Davi Sahid comunicaram, na tarde desta sexta-feira, numa delegacia de polícia, uma suposta trama para prejudicá-los enquanto profissionais. Os repórteres fazem a cobertura de ocorrências policiais, e foram citados num salve atribuído a uma facção criminosa, acusados de usarem as prerrogativas de formadores de opinião para aterrorizar a população e fazerem a defesa do grupo criminoso rival. Eles também apelaram por providências junto ao Ministério Público.

O salve seria uma postagem falsa (fake), de acordo com os jornalistas.  Para eles, é obra de um grupo político interessado em atingir a sua honra e gerar dúvidas sobre a imparcialidade com que retransmitem a notícia. Ithamar trabalha no site Ecos da Notícias. Davi é editor de Polícia do site ac24horas.

Um novo comunicado, desta vez autêntico, tornado público nesta sexta-feira, desmente que o salve tenha sido escrito pela organização criminosa Comando Vermelho. Com esta informação, Ithamar e Davi se sentiram à vontade para pedir providências contra o tal grupo político que tenta atacá-lo nas redes sociais. Internautas, em sua grande maioria, fizeram a defesa dos repórteres, acreditando que eles não têm qualquer ligação com fações.

O Boletim de ocorrências, ao qual o acjornal teve acesso, não menciona quem estaria interessado em atingir a honra dos jornalistas. Procurados, eles disseram que acreditam na investigação da polícia e na imparcialidade dos promotores de justiça.