Nível do Rio Acre baixa para 1,80m, compromete a navegação e põe abastecimento de água na capital em alerta

REDAÇÃO

O diretor presidente do DEPASA reitera as dificuldades enfrentadas para garantir o abastecimento nas cidades de Rio Branco e outras cidades do interior. “O verão tem castigado os igarapés que abastecem alguns municípios e com isso se faz necessário uma ação mais emergencial e uma atenção redobrada, para evitar um desabastecimento inesperado”, alertou..
Na capital, além do baixo nível do Rio Acre (secando cada vez mais), o diretor da autarquia Zenil Chaves, explica que o serviço de captação já está em alerta, pois com a baixa das águas, o Depasa optou por instalar Balsas Flutuantes no rio, que apesar da baixa potência, ajudam a diminuir os transtornos.

O gestor aproveita para pedir paciência à população. O governador já determinou que fosse aberto processo de licitação para troca de todas as bombas, o que irá dar um alívio bastante considerável, disse o gestor do Depasa.

Zenil informa ainda que o sistema de captação e distribuição de água na capital é antigo e sucateado, mas que está trabalhando junto de sua equipe técnica, para adquirir novos equipamentos e melhorar o serviço de distribuição da água potável dos acreanos. “A população precisa ajudar em períodos difíceis, pois temos um prejuízo enorme gerado pelo desperdício”, destacou o diretor Zenil.

Mais Notícias
Carregue mais