Vereador João Marcos Luz não tem feito exames de vista ultimamente

REDAÇÃO

Desde que assumiu a vaga de vereador deixada por Roberto Duarte, o vereador João Marcos Luz (MDB) tem confundido fiscalizar com atrapalhar. Na busca por notoriedade, o Jovem parlamentar tem buscado atuar em assuntos mais polêmicos e priorizando sempre encontrar o caminho de fazer acusações e questionar tudo que é ação da gestão municipal. Procura obssessiva por chifre na cabeça de cavalo. 

Algumas acusações do parlamentar partem para o campo da oposição por oposição, sem estudo ou busca mais aprofundada de elementos que fundamentem possíveis irregularidades que são postas pelo mesmo. Mesmo o anuncio da maior operação de tapa buracos da história não deixou o vereador MDBista satisfeito. João Marcos tem feito inúmeras críticas apesar da transparência da prefeita, que tem feito todo o planejamento junto aos líderes comunitários e lideranças da sociedade, que participam ativamente das ações que contemplará 227 bairros da capital.

Em uma postagem na sua página de Facebook, o vereador João Marcos declarou não ver nenhuma ação de infra-estrutura na cidade, mesmo com centenas de máquinas e homens trabalhando nos quatro cantos de Rio Branco. Uma afirmação risível, e até irresponsável, para um parlamentar que poderia ao menos ter a disposição de verificar as obras mais de perto, o que o ajudaria com críticas construtivas, como tem que se portar um bom vereador.

Ainda em sua postagem, o parlamentar critica uma solicitação feita pela prefeita à câmara municipal, que pede autorização para contrair empréstimo no valor de R$ 48 milhões  para recuperar toda iluminação da cidade. Recentemente a prefeita Socorro Neri convidou os vereadores da capital, para percorrer os serviços realizados pela gestão, o que seria uma boa oportunidade de junto a engenharia da EMURB, tirar os esclarecimentos referentes aos serviços desenvolvidos.

  A Operação Verão 2019 foi lançada oficialmente pela prefeita Socorro Neri dia 8 de abril. Com um investimento de mais de R$ 50 milhões, a prefeitura promete mais de 700 trabalhadores, 33 equipes, 250 máquinas e equipamentos, 60 toneladas de massa asfáltica, 1.500 ruas recuperadas em 227 bairros da capital.

São investimentos oriundos de economia nos diversos setores da administração municipal, como aluguéis de veículos e prédios, além de ter enxugado a máquina com redução de cargos comissionados.

O fato é que a prefeita não tem dado importância para disputa antecipada das eleições, que seus opositores teimam em colocar em pauta. 

Mais Notícias
Carregue mais
%d blogueiros gostam disto: