Governo e Justiça Eleitoral assinam termo para garantir acessibilidade nas eleições municipais

REDAÇÃO

O Governo do Estado do Acre e o Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Acre (TRE-AC) assinaram na manhã desta terça-feira, 9, termo de cooperação para garantir a acessibilidade dos eleitores nas Eleições Municipais de 2020.

A adequação dos espaços físicos públicos de votação, com vistas a garantir a acessibilidade dos eleitores no próximo pleito, é uma preocupação do governo e da justiça eleitoral acreana porque assegura o exercício do voto a pessoas com dificuldades de mobilidade.

É sempre uma satisfação poder colaborar com o Tribunal Regional Eleitoral e faremos o que for necessário para que a nossa população tenha toda a facilidade de acesso aos nossos prédios públicos”, afirmou o governador Gladson Cameli.

Além de Cameli, participaram da assinatura do termo a presidente do TRE-AC, desembargadora Regina Célia Ferrari Longuini, o juiz da 9ª Zona Eleitoral, Giordane Dourado, que é presidente da Comissão de Acessibilidade do Tribunal, o secretário da Casa Civil, José Ribamar Trindade e a secretária de Estado de Fazenda, Semírames Plácido Dias.

Para Regina Longuini, a busca no âmbito das instituições, hoje, é por uma ‘governança colaborativa’.

“As instituições têm de dar as mãos, e isso é muito bom para a população. Hoje, estamos capacitando os nossos técnicos, juízes e promotores eleitorais para que possamos oferecer um processo eleitoral tranquilo e harmonioso para nossos eleitores”, ressaltou a presidente do TRE-AC. De acordo com o tribunal, o Acre tem hoje mais de 540 mil eleitores.

TRE-AC estará na Expoacre 2019

O tribunal aceitou o convite do governo do Estado a participar da maior feira agropecuária da região, a Expoacre 2019, entre os dias 27 de julho e o dia 4 de agosto, no parque de exposições Marechal Castelo Branco.

Um stand do TRE-AC será instalado no parque para que a instituição promova orientações e ofereça serviços aos eleitores sobre o funcionamento da urna eletrônica e a legislação eleitoral.

“Trata-se de uma excelente oportunidade de mostramos o trabalho do TRE e de poder tirar dúvidas dos eleitores, por exemplo, fazendo o exercício da cidadania”, pondera o juiz eleitoral, Giordane Dourado.

Por Resley Saab, da Secom

Mais Notícias
Carregue mais
%d blogueiros gostam disto: