Juíza de custódia assiste ao crime mas libera bandidos que executaram sargento da PM: Veja a confusão e o assassinato

REDAÇÃO

Três dos quatro homens que executaram um sargento reformado da Polícia Militar Luís Carlos da Silva Castro, 56, em uma loja na Zona Leste de Manaus, na quarta-feira (19), foram soltos após audiência de custódia na tarde desta sexta-feira (21). A juíza teve acesso às imagens da execução (veja abaixo) e mesmo assim determinou que eles respondem em liberdade.

Houve confusão na saída do Fórum (veja abaixo), onde familiares do sargento, revoltados,  pareciam não acreditar.

Joelson Ferreira Soares, 21; Marcley Moraes de Souza, 20; e Charles Sanches Morais, 27, foram os três liberados. No termo da audiência, a juíza de Direito da Custódia Ana Paula de Medeiros Braga afirma ter vislumbrado a presença de “vícios” na soma da prova de materialidade do crime e indícios de autoria.

Já Josué Ferreira Soares, 19, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. Josué foi quem efetuou o primeiro dos mais de dez disparos que atingiram o sargento, morto a tiros em frente à loja TV Lar, local que ele trabalhava como vigilante, localizada na Avenida Autaz Mirim, bairro Tancredo Neves, Zona Leste. As informações são do portal Planeta Folha.

Mais Notícias
Carregue mais
%d blogueiros gostam disto: