Governo do Acre renova até 2020 contrato com empresa da família da 1ª dama e presidente da Aleac

REDAÇÃO

A empresa Aerobran Taxi Aéreo Ltda. não poderia prestar serviços ao Governo do Acre. A primeira dama, dona Ana Paula Cameli, é sobrinha do proprietário da empresa, Abraão Cândido. O empreendimento é sediada em Cruzeiro do Sul, terra de orígem da família. O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Nicolau Júnior (PP), irmão de Ana Paula, é herdeiro da dinastia Cândido. 

A Aerobran foi contratada no governo Tião Viana (PT) para transporte de pacientes em UTI Aérea desde o Vale do Juruá até a capital, Rio Branco. Venceu licitação sem denúncias de irregularidades, tendo comprovado preparo para prestar o serviço. Porém, foi aditivado em janeiro de 2019 e, em abril, renovado por ato administrativo. O Diário Oficial informa ter havido prorrogação de vigência do contrato até 2020. A empresa cobra por hora voada (observe acima) para trazer pacientes do TFD desde Cruzeiro do Sul à capital.

Por questões éticas, o governo deveria ter suspenso o contrato e aberto nova licitação, considerando o parentesco da primeira dama com o proprietário da mesma.

“A contratação pela Administração de empresas pertencentes a parentes de gestor público envolvido no processo caracteriza, diante do manifesto conflito de interesses, violação aos princípios constitucionais da moralidade e da impessoalidade”, esclarece o Tribunal de Contas da União.

A reportagem tentou uma explicação plausível do governo. O diretor da Secretaria de Comunicação, Altino Machado, recebeu um pedido de informações via aplicativo Whatsapp, mas não respondeu. 

 

Mais Notícias
Carregue mais
%d blogueiros gostam disto: