No MS, Alan Rick busca solução para fábrica de preservativos

REDAÇÃO

O deputado federal Alan Rick (DEM) esteve nesta segunda-feira, 15, no Ministério da Saúde acompanhado da presidente da Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), Odicleia Câmara e lá, em reunião com o Diretor do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV), Dr. Gerson Pereira, tratou do contrato que a Funtac tem com o Ministério para compra de toda a produção da fábrica de preservativos de Xapuri, a Natex.

Também participaram da reunião a a Dra. Marcela Nogueira Lima, Assessora Jurídica da Funtac, Fábio O’Brien, do Departamento de Logística em Saúde e Cynthia Batista, Farmacêutica do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais.

A Natex é uma das maiores geradoras de emprego de Xapuri e a eventual rescisão da parceria com o Ministério da Saúde certamente teria um impacto muito negativo para a população do município. O Ministério solicitou à Funtac um documento oficial relatando a mudança de gestão da fábrica para avaliar a situação jurídica em busca da solução para seguir trabalhando com a Natex.

Atualmente funcionando através de uma Parceria Público Privada (PPP), a fábrica estava anteriormente ligada à Funtac,, que é a gestora do contrato com o Ministério da Saúde que compra toda sua produção de preservativos.

O problema, destaca o parlamentar acreano, é que no apagar das luzes do governo da Frente Popular, a gestão da fábrica foi transferida para a Agência de Negócios do Acre (ANAC), para ser posteriormente privatizada e entregue à Indústria de Produtos de Látex da Amazônia S.A., empresa que assumiu a produção e a mão de obra dos 103 trabalhadores e 700 famílias de pequenos extrativistas que produzem o látex.

“Apesar desta mudança, até o momento, o contrato com o Ministério da Saúde não foi transferido para a nova gestora, a ANAC, permanecendo com a Funtac. Tal situação tem gerado o atraso nos pagamentos do Ministério da Saúde pela compra dos lotes de preservativos e insegurança jurídica à empresa privada, à Funtac e à própria ANAC”, disse o deputado Alan Rick, que diante do risco de o Ministério da Saúde pedir rescisão de contrato e, com isso, acarretar o fechamento da fábrica, grande compradora do látex dos seringais locais, solicitou a reunião para evitar que a fábrica seja fechada e assim centenas de famílias sejam prejudicadas.

Mais Notícias
Carregue mais
%d blogueiros gostam disto: