Servidores do Procon-Acre repudiam possível nomeação de diretor preso por corrupção

Servidores do Procon foram surpreendidos com a notícia de que Diego Rodrigues, preso em 2018 junto com sua mãe, Dra. Juliana (Deputada Estadual reeleita nas últimas eleições) e irmãos, na operação Santinhos, deflagrada pela Polícia Federal, provavelmente voltará à Direção do órgão. Há também a possibilidade de nomearem para a direção de um outro nome, também ligado à mesma turma do PRB, partido de Juliana e Marcus.

Em nota assinada pelos servidores do Procon, Diego Rodrigues é citado como uma nomeação que não é bem aceita. Eles afirmam que outras instituições parceiras também concordam com a nomeação, nem mesmo aqueles que na última gestão se afastaram do Procon pela dificuldade de lidar com o gestor. O pastor apoiaria o retorno de Diego ao Procon.
“O clima é de insatisfação entre os servidores do Estado, já que acreditavam que com o novo governo seria nomeado alguém mais técnico”, diz a nota. “É a velha política enraizada até na renovação”, ironizam os servidores do Procon.

A reportagem não conseguiu falar com a Comunicação do Governo do Acre.