Sobre tenente preso: futuro secretário de Segurança concorda com decisão do comandante da PM

REDAÇÃO

O secretário de Segurança Pública que tomará posse no dia 2 janeiro, já no governo Gladson Cameli, disse concordar com a decisão tomada pelo Comando da PM diante da prisão do tenente Josemar Farias, ocorrida na manhã desta quinta-feira. O comandante-geral, em nota oficial, informa que não fará juízo de valor sobre a prisão e o suposto envolvimento do oficial, que é integrante do BOPE, com uma facção criminosa. As investigações são da Polícia Civil, em conjunto com o Ministério Público.

“Trata-se de uma decisão judicial num processo que corre em segredo de justiça. Mais de um magistrado analisou as provas levadas pelo MP. Ele, o juiz da decisão, tem seus motivos (para mandar prender). Não cabe a nós, neste momento, contrapor isso. Creio que a PM fez o correto, ou seja, aguardar as investigações”, declarou Paulo césar, coronel da PM na reserva.

Mais Notícias
Carregue mais
%d blogueiros gostam disto: