Governo do Acre não confirma 13º na segunda-feira e trabalhadores começam a ficar eufóricos: “Será preciso um esforço incomum”. 

REDAÇÃO

A segunda parcela dos repasses constitucionais do Acre caiu na conta nesta quinta-feira. Os recursos são insuficientes para cobrir uma folha extra. O décimo-terceiro dos funcionários públicos do Estado está previsto para a segunda-feira  (24), véspera do Natal. Um gestor público ligado à Secretaria de Fazenda deu uma declaração pessimista: “nada está garantido. Será preciso um esforço incomum”. A secretária de Comunicação, Andréia Zillio, disse que “o décimo terceiro ainda não está confirmado”.

Os prenúncios de que o décimo não será pago se evidenciam, ainda, pelo fato de o contra-cheque extra não ter sido disponibilizado no Portal do Servidor. Se o documento não for publicado nesta sexta-feira, as suspeitas podem ser confirmadas. O secretário Adjunto de Educação, Carlos Alberto, deu garantias ao Sinteac (sindicato da Educação) de que o décimo dos professores e funcionários de escolas sairá na segunda-feira. A Educação tem recursos carimbados para este fim, diferentemente das demais categorias.

O presidente do sindicato que representa os trabalhadores em Saúde, Adailton Cruz, disse ter sido informado que “o governo pretende priorizar algumas categorias e deixar outras para receber o décimo terceiro depois”. A presidente do sindicato que representa os enfermeiros, Rosa Nogueira, quer saber sobre a economia feita pelo estado após a exoneração de centenas de comissionados nos últimos meses.  As entidades sindicais aguardam a confirmação do não-pagamento do décimo. Se, de fato, isso acontecer, os sindicalistas decidirão o que fazer em encontro pré-agendado para a quarta-feira (26).

 

Mais Notícias
Carregue mais
%d blogueiros gostam disto: