Professora “fantasma” em Xapuri: juiz nega pedido de secretária para remover reportagem

REDAÇÃO

O juiz Luiz Gustavo Alcaide Pinto negou pedido da secretária de Educação de Xapuri, Fernanda Pinheiro de Abreu, para remover reportagem do acjornal.com em que uma professora aparece como servidora ativa sem morar naquela cidade. A reportagem (veja AQUI) prova que Janderléia de Souza, esposa do ex-presidente do PT no Acre, Ermício Sena, aparece no Portal Transparência da Prefeitura como se estivesse lecionando. A professora tem residência fixa em Rio Branco e contrato como assessora do estado, recebendo R$ 11 mil brutos mensais.

A secretária está movendo ação por danos morais contra o jornal, por conta de uma entrevista gravada publicada no corpo da reportagem. Na entrevista, Fernanda Abreu assume que não entende a razão de a professora constar nos dados de pesquisa da prefeitura como servidora em atividade. Esta dúvida também não foue responde pelo Juizado Especial Cível,

Mais Notícias
Carregue mais
%d blogueiros gostam disto: