Ney Amorim quebra o silêncio sobre ordem para prejudicá-lo. “Vou seguir em frente, ainda que alguns me abandonem”.

REDAÇÃO

O deputado Ney Amorim, candidato a senador, confirmou ter havido um “comando” para prejudicá-lo. Esta ordem partiu de dentro do próprio PT. Amorim se pronunciou pela primeira vez a respeito de uma campanha para desestabilizar sua campanha. E o ambiente escolhido por ele foi o palanque do prefeito Mazinho Serafim, de Sena Madureira, seu aliado. Em vídeo gravado por um internauta, Ney Amorim demonstra humildade e se emociona ao afirmar que seguirá em frente, com apoio da sua família e de seus colaboradores, “ainda que esteja abandonado por alguns”.

Nas últimas horas, o senador Jorge Viana, que concorre á reeleição, passou a ser alvo de críticas homéricas. São atribuídas a ele e ao seu irmão, o governador Tião Viana, uma ação virulenta para frear o crescimento de Ney Amorim na capital e no interior.

O deputado não citou nomes. Porém, sua voz estava trêmula em dados momentos. Ele foi aplaudido pela multidão que assistiu quieta o pronunciamento.  Veja o vídeo abaixo:

Mais Notícias
Carregue mais
%d blogueiros gostam disto: