Governo paga aluguel da casa onde Chico Mendes morreu equivalente a prédio novo com elevador e estacionamento no Centro da capital

REDAÇÃO

A Fundação Elias Mansour paga, mensalmente, R$ 30 mil pelo aluguel da Casa Chico Mendes. O imóvel, tombado como Patrimônio Cultural do Brasil, tem como proprietários a viúva, Ilzamar, e os filhos do líder seringueiro assassinado, Sandino e Ilzamara Mendes. O Portal Transparência do Governo do Acre informa que o valor do aluguel e repassado diretamente para mãe e filhos. A legislação não proíbe a venda e locação de imoveis tombados, desde que sejam preservadas as suas características originais. A pequena casa ainda resguarda manchas de sangue que seriam de Chico mendes,  seus livros favoritos e a mobília usada pela família ate aquele 22 de dezembro de 1988.

Os critérios que definiram o valor do aluguel são informações restritas entre locatário e locadores. Sandino, ao ser questionado sobre o assunto, por telefone, na manha desta quinta-feira, disse que “isso não e assunto para imprensa”. Ele desligou o telefone e não respondeu mais as chamadas. O aluguem de R$ 30 mil se refere somente a casa, e não inclui o Centro de Memorias Chico Mendes, ali próximo, na Rua Batista de Moraes, em Xapuri. “Certamente, este valor se enquadra no aluguel de grandes prédios, acima de 1.200 metros quadrados, de ate dois andares, novo, grande, com acessibilidade, elevador e estacionamento”, comparou um corretor consultado pela reportagem.

Em fevereiro de 2015 a casa e o Centro de Memórias Chico Mendes, foram completamente tomados pelas águas do Rio Acre, quando nível do manancial na cidade chegou a 16,50 metros. Os objetos da casa e material que estavam no Memorial aos Seringueiros foram retirados e transferidos para o Museu de Xapuri.

Em abril de 2016, mais de um ano após a enchente histórica, a obra de revitalização da casa onde morou e morreu o líder seringueiro foi iniciada. Após quase dois anos de obras, a casa de Chico Mendes reabriu em junho de 2017.

A casa cabocla em madeira coberta de telha de barro tem apenas 4m de largura e pode ser edificada em menos de uma semana. Todo composto de tábuas verticais, inclusive as portas e janelas, o imóvel tem telhado em formato de V.. Singela construção de madeira pintada de azul turquesa, a casa guarda um acervo dos objetos pessoais, inclusive a cadeira onde Chico Mendes morreu por um tiro de espingarda.

O tombamento ocorreu em 2011 e foi importante para garantir a preservação do local, já que a paisagem da casa estava em processo de descaracterização, com a derrubada de algumas árvores e uma invasão urbana no bosque.

 

 

Mais Notícias
Carregue mais
%d blogueiros gostam disto: