Apos denuncia do acjornal, Governo do Acre suspende contrato e salarios de medico que mora em Joinville

REDAÇÃO

O secretario Rui Arruda informou que estão suspensos os salários do medico Martoni Moura e Silva, contratado como clinico geral pela Sesacre. Em reportagem exclusiva do acjornal (veja AQUI) ficou provado que o medico reside em Joinville (SC) e recebe R$ 15,1 mil mensais para trabalhar dois ou três dias em Rio Branco, em seu consultório particular. O medico não comparece em nenhum hospital e recebe as demandas – cerca de 35 pacientes ao dia – direto da Fundação Hospitalar. O secretario, por meio de nota, diz:

“Em relação ao médico Martoni Moura e Silva, a Secretaria Estadual de Saúde esclarece que não compactua com descumprimento de carga horária por parte de nenhum servidor.
Por isso, já foi determinada a imediata suspensão do contrato, de qualquer pagamento ao servidor, até a apuração rigorosa e adoção de medida definitiva nos termos do direito administrativo.
Reafirmamos o nosso compromisso de zelar pelo bem público e oferecer um serviço de saúde baseado nos princípios da equidade e qualidade”.

Nota da redaçao

A Editoria de Politica do acjornal elogia a postura do secretario, entendendo ter sido austera e necessária a decisão de investigar. No entanto, espera haver interesse real da administração publica em identificar quem, de fato, permitiu facilitações e privilégios neste caso, obviamente incursos em crime de improbidade.

Respeitaremos os prazos de lei, inclusive para a ampla defesa dos envolvidos no campo da investigação administrativa, mas outras cobranças serão feitas no sentido de se esclarecer, em especial a sociedade, desde quando as irregularidades veem causando prejuízos aos cofres públicos. E, claro, diante da confirmação da fraude, que sejam devolvidos os recursos recebidos ilegalmente.

Mais Notícias
Carregue mais
%d blogueiros gostam disto: