Médico que faz campanha para Daniel Zen, Gemil e Léo de Brito é denunciado à polícia

REDAÇÃO

O médico george Pires foi denunciado formalmente ao Ministério Público e à polícia por desvio de documentos públicos. O médico está de férias mas prescreve medicação em atividades políticas num assentamento de Rio Branco se valendo de receituários com timbre da Prefeitura do Bujari. Pires já foi preso pelo mesmo crime. A secretária municipal de Saúde, Lícia Cibelle, disse que o médico não poderia exercer as funções em nome do município até o dia 1 de junho, quando termina o seu período de férias.”O Conselho Estadual de Saúde também foi informado para as providências cabíveis. No âmbito da prefeitura, uma investigação administrativa foi aberta também”, declarou a secretária.

A denúncia completa (veja aqui) foi noticiada na noite desta segunda-feira em reportagem exclusiva do acjornal. Líderes rurais afirmam que George Pires propôs pagar R$ 3,2 mil pelo cadastro de 500 famílias. Nas reuniões com a prersidente da Associação Walter Acer, Mirtes Souza, o médico informou que os deputados Léo de Brito e Daniel Zen, ambos do PT, poderiam ajudar a levar melhorias à comunidade.

No dia 6 de junho do ano passado, o médico foi preso em flagrante quando usava receituário da prefeitura em seu escritório particular. Também foi acusado de discribuir indiscriminadamente vários medicamentos. Pires foi vereador com mandato cassado pelo T R E sob a acusação de abuso de poder econômico.

Mais Notícias
Carregue mais
%d blogueiros gostam disto: