Aleac lança Programa Jovem Parlamentar Acreano. Ney Amorim ressalta parcerias e aconselha estudantes

Na manhã desta segunda-feira (2) aconteceu no plenário da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o lançamento do Programa Jovem Parlamentar Acreano, que foi criado por meio de um projeto de resolução de autoria do deputado Daniel Zen (PT). A iniciativa é uma forma de fazer com que os jovens vivenciem o processo político democrático acreano. O evento contou com a presença de autoridades, gestores e estudantes da rede pública de ensino.

O governo do Acre, por meio da Secretaria Estadual de Educação (SEE), em parceria com a Aleac e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), proporcionará que os estudantes do ensino médio regular vivenciem o processo político. Um total de 24 escolas participarão do projeto, que contará com uma quantidade de estudantes proporcionalmente igual ao número de parlamentares do Poder Legislativo acreano.

Haverá uma eleição nas escolas para escolher entre os alunos que se candidatarem os que irão participar do processo. Os estudantes escolhidos vivenciarão os trabalhos de um parlamentar estadual por quatro meses, aprendendo sobre o funcionamento das sessões ordinárias e solenes, comissões, audiências públicas, elaboração das proposições e processo legislativo.

O presidente da Aleac, deputado Ney Amorim (PT), agradeceu a parceria do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e também do governo, por meio da Secretaria Estadual de Educação. Falou também sobre a satisfação em contribuir com o projeto e desejou boa sorte aos alunos que irão participar da experiência.

“Quero agradecer à desembargadora Regina Longuini pela parceria, pois sem o apoio do TRE essa eleição nas escolas não seria possível. Também quero agradecer ao governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação. Fico feliz em saber que os alunos de escolas públicas poderão vivenciar isso.  A todos que estão participando desse processo, vivenciando a realidade da política, desejo que seja um preparo, pois vocês podem, sim, ocupar estas cadeiras futuramente, o limite de vocês é o céu. Aos que forem escolhidos, desejo que aproveitem essa experiência”, ressaltou.

O autor do projeto de Resolução que cria o Programa Jovem Parlamentar Acreano, deputado Daniel Zen (PT), falou sobre a importância de envolver os alunos no processo político, lhes proporcionando a oportunidade de vivenciar as responsabilidades de um parlamentar.

“Havia um processo semelhante aqui na Aleac, que era o programa “Deputado por um dia”, mas percebemos que isso podia melhorar, e inspirados no programa “Jovem Senador” fizemos uma parceria com a Secretaria de Educação do Estado para aprofundar essa experiência. Envolver os alunos nesse processo, oferecendo a oportunidade de despertar neles mais interesse pela política é algo que gera bons resultados. Diante do atual cenário político que vivemos, a tendência das pessoas é criar uma espécie de aversão, generalizando a situação. Dessa forma, apresentaremos um outro lado que muitos não conhecem, mostrando todos os bons trabalhos que realizamos no Parlamento”, explicou.

O Secretário Estadual de Educação, Marco Brandão, que participou do evento representando o governo, discorreu sobre a importância do projeto para despertar nos jovens o interesse pela política. O gestor também demonstrou

preocupação com o desinteresse da juventude em relação à política e destacou que essa é uma forma de mudar essa situação.

“Agradeço à Mesa Diretora da Aleac por criar um projeto de tamanha dimensão, acreditando nos nossos jovens. Ando muito pelas escolas e o que me deixou assustado é a completa apatia dos jovens em relação às decisões que estão sendo tomadas nas esferas federal, estadual e municipal. Muitos com total desinteresse pela política. Eles devem ter consciência do seu importante papel na sociedade, a política é o diálogo entre pensamentos diferentes, que buscam os melhores resultados para determinado lugar. Sou grato ao presidente da Aleac, Ney Amorim, por aceitar e acreditar nesse projeto e nos jovens acreanos”, afirmou.

A deputada Eliane Sinhasique (PMDB) parabenizou a Mesa Diretora pela iniciativa e ressaltou a importância da compreensão do papel de um deputado estadual. Disse ainda que tem visitado as escolas e buscado estar mais próxima da juventude acreana.

“As pessoas não compreendem muito qual é a função do deputado e muitas vezes nos cobram coisas que são de competência de outros poderes. A compreensão dos nossos jovens em relação a essas competências é algo muito bom. Temos caminhado pelas escolas levando uma mensagem sobre a importância das escolhas que fazemos, e orientar a juventude é algo extraordinário, pois afeta diretamente nosso futuro. Com conhecimento fazemos melhores escolhas”, pontuou.

Representando os estudantes que participarão do programa, a jovem Evelin Sara, que este ano foi escolhida pela Embaixada dos Estados Unidos para representar o Acre naquele país no programa “Jovens Embaixadores”, falou sobre sua experiência. Ela também atuou nos programas “Jovem Senador” e “Parlamento Jovem Brasileiro”.

“Nos Estados Unidos eu vivenciei por um mês a rotina de um embaixador, debatendo e criando soluções para lacunas no nosso país, e o que mais me chamou atenção foi ver outros 50 jovens brasileiros da periferia, que tinham tudo para estar na marginalidade, mas decidiram ser protagonistas de sua própria história e da história de sua nação. Esse é um processo de fortalecimento da democracia acreana. Entender a organização de todos os trâmites no Poder Legislativo é algo engrandecedor e bem diferente do que muitas vezes nos é passado pela mídia”, afirmou.

Também participaram do evento, a presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre, desembargadora Regina Longuini, o deputado federal Léo de Brito, o secretário de Estado de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis, Sibá Machado; a presidente do Conselho Estadual de Educação, Iris Célia Cabanellas Zanini; e a vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Acre, Adelaide de Fátima.

Andressa Oliveira

Agência Aleac